Parcerias

Parceria: Um Livreiro

Um Livreiro
Ano passado a Isa escreveu um post falando que nós abrimos um espaço para parcerias aqui no blog. Poucas semanas depois fizemos a nossa primeira parceria com o tumblr Um Livreiro.

Com 4 livreiros, o tumblr foi criado por Brendo, que estuda direito, e foi convidando as outras integrantes. A primeira foi a estudante de técnico contábil Luana, depois Clara, que vai se formar em enfermagem, e a futura jornalista Jéssica Patrine, que foi convidada para escrever crônicas. Quatro pessoas, quatro cursos diferentes e um amor em comum: livros. Mas não tem somente livros no tumblr, eles também reblogam fotos de filmes, séries e atores que nós gostamos.

O Um Livreiro também tem uma playlist com ótimas músicas para escutar enquanto estamos na página e como uma amostra do que vocês podem encontrar por lá, vou deixar uma crônica escrita pela Jéssica Patrine.

”Vejo sempre leitores e escritores reclamando  que livros bons não são lidos porque os ruins viram best-sellers e, posteriormente, adaptações cinematográficas. É comum também a generalização de que todo livro que faz sucesso é ruim, já que conteúdo bom não deveria ser amplamente vendido, e sim, apreciado por poucos ”qualificados” para tal. Essa visão é elitista e recalcada. Se fala tanto da importância de ler, de cultivar esse hábito maravilhoso e, mesmo assim, sempre aparece algum chato expondo esse pensamento retrógrado.

Claro que nem todos os best-selles são obras-primas, alguns têm a escrita repetitiva e pobre. Faz parte um gênero estar na moda e gerar muitos textos, a história da literatura nos mostra isso. A época abrange produções literárias que têm características em comum. Com  a facilidade de escrever livros, fanfics e e-books, há uma saturação de livros do mesmo tema, escritos semelhantemente, usando os mesmos clichês. E isso é ruim? Não! É maravilhoso ver que a produção literária cresce. E aquele que atualmente escreve clichês, pode passar a produzir ideias quase que completamente novas depois. As pessoas estão treinando mais a escrita, agora não há limitação física e financeira como no século XIX. Mandar o livro para editora e aguardar a resposta positiva continua sendo complicado, mas há outros meios. Na Amazon, pode-se mandar o livro para ser publicado conforme a quantidade de venda. Então, se o exemplar vender 30 cópias, esse número exato será impresso, sem desperdício de papel e custos exuberantes. E pequenas editoras sempre estão surgindo, aproveitando essa efervescência linguística para garimpar talentos.

Para existir o bom, o ruim é necessário. Para existir a obra-prima, primeiro vem vários erros. Escrever é treino, só isso. Tentar modificar o modo de escrita, ver o que funcionar, frases remodeladas constantemente. Todos podem escrever. É só ter paciência e saber que fará muita coisa ruim. Mas, lembre-se: depois da tempestade de ideias, vem a bonança textual.”

Sigam o Um Livreiro no tumblr, facebook e instagram.

Por: Yasmim Bragaia

 

Anúncios

Deixe seu comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s