Livros · Resenha

RESENHA: Simplesmente Acontece

simplesmente acontece
A adaptação de Simplesmente Acontece tem a data de lançamento adiada toda vez que a estreia se aproxima, por isso nada como uma resenha do livro para saber um pouco sobre a história de Alex e Rosie. Quem sabe você não acaba ficando curioso (a) e lê o livro, já que, aparentemente, o filme só vai chegar no Brasil em DVD. Escrito por Cecelia Ahern e publicado em 2004 o livro teve seu título original ”trocado” nos EUA ano passado por causa da adaptação, de Where Rainbows End para Love, Rosie. Aqui no Brasil o título do livro não sofreu alterações porque chegou nas livrarias com o nome do filme.

RESENHA:
Rosie está convidando Alex para seu aniversário de 7 anos, os dois discutem e depois estão falando sobre a festa. A professora dos dois acaba pegando um dos bilhetes trocados na sala e Alex é obrigado a se sentar longe de Rosie. Só que isso não impede os amigos de continuarem escrevendo um para o outro durante as aulas. As férias passam, alguns anos também e Alex não convida a melhor amiga para seu aniversário de 10 anos porque os meninos não querem nenhuma menina na festa. No final a festa é um desastre por causa da brincadeira de Brian Chorão. Rosie e Alex trocam mais bilhetes na sala e dessa vez os pais dela são chamados para conversar com a professora. Mais alguns anos se passam e o casal de amigos decide comemorar o aniversário de 16 anos de Roise de um jeito diferente, o que resulta em uma lavagem estomacal e castigo. Alex não pode visitar a melhor amiga, então eles se falam por cartas escondidas. Os dois são suspenso da escola e enquanto Rosie fica em casa curtindo sua ressaca Alex tem que trabalhar no escritório de seu pai. Ele comemora quando conhece Bethany no trabalho e é conversando no chat com Rosie que ele conta uma novidade. O problema é que o professor lê a conversa e manda os dois para a direção.

Férias, alguns e-mails e nada de Rosie e Alex se encontrarem desde que ele começou a namorar Bethany. Quando parece que mais nada pode atrapalhar a amizade deles Rosie descobre que a família do melhor amigo vai se mudar para Boston. Mesmo tendo 18 anos e com a amiga procurando uma maneira dele continuar em Dublin, Alex vai embora e os dois se vêem tendo que sobreviver um ano no colégio sem o outro. As esperanças voltam quando Rosie é aceita em uma universidade de Boston. Felizes, ansiosos e com muitos planos, Alex e Rosie combinam de ir na formatura do colégio juntos. Assim o garoto poderia voltar para a cidade e rever alguns amigos, além de aproveitar a festa com a melhor amiga. Infelizmente o destino decide brincar com os dois e Alex acaba perdendo o vôo para Dublin, deixando Rosie triste e tendo que procurar um novo par. Ela encontra e faz Alex rir quando diz que vai com Brian Chorão, que sempre irritou os dois no colégio. Depois da festa Alex tenta falar com Rosie, mas não obtêm nenhuma resposta. Preocupado ele manda mais e-mails para amiga e também para a família dela. A primeira resposta que Alex recebe o deixa mais preocupado e desesperado, Rosie não vai mais para Boston. Quando recebe mais um e-mail do melhor amigo e a confirmação de sua recusa para a matrícula na Boston College, Rosie escreve para Alex pedindo ajuda.

Como a vida é engraçada, né? Bem na hora que você pensa que está tudo resolvido, bem na hora em que você finalmente começa a planejar alguma coisa de verdade, se empolga e se sente como se soubesse a direção em que está seguindo, o caminho muda, a sinalização muda, o vento sopra na direção contrária, o norte de repente vira sul, o leste virá oeste, e você fica perdido. Como é fácil perder o rumo, a direção…

Simplesmente Acontece
Dois dias lendo sem conseguir parar. Esse livro me prendeu desde as primeiras páginas e me fez chorar no final, sendo que eu não costumo chorar lendo romance. A amizade de Alex e Rosie é linda e muito rara nos dias de hoje. Tanto que é impossível você não desejar ter um melhor amigo como o Alex, ou uma melhor amiga como a Rosie. É claro que tem o romance e aquela torcida para eles ficarem juntos, mas a honestidade e fidelidade da amizade deles foi o que me chamou mais atenção. Não importa quantas brigas eles tenham, se discordam da decisão do outro, a distância e a diferença no estilo de vida, eles estão sempre apoiando o outro e lembrando que eles tem alguém.

Foi o primeiro livro da Cecelia Ahern que eu li e já percebi porque muitas pessoas gostam de seus livros, mesmo que a história desse seja contada de um jeito diferente, através de cartas, e-mail, bilhetes e cartões. A autora sabe como te fazer suspirar, ficar angustiada, rir e ver que apesar de ser uma história que ela criou pode ser real. Os desencontros que acontecem no livro, as confusões por causa de falta de comunicação ou medo fazem parte da nossa vida e Cecelia soube mostrar isso muito bem. Ela também me fez perceber que as vezes é bom arriscar e que não importa quantos anos passem as pessoas sempre se reencontram e tem a chance de recomeçar.

SIMPLESMENTE ACONTECE
Título Original: Where Rainbows End (ou Love, Rosie)
Autora: Cecelia Ahern
Editora: Novo Conceito
Páginas: 448

Por: Yasmim Bragaia

Anúncios

9 comentários em “RESENHA: Simplesmente Acontece

Deixe seu comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s