Especial

Sherlock, Sherlock e mais Sherlock! – Parte 01

Olá, pessoas!

Ah, faz tempo que não faço um post! Não posso deixar isso acontecer! Senti falta deste lindo blog.

holmes1

Para quem ainda não sabe, eu sou uma grande fã de Sherlock Holmes, especialmente a série da BBC, Sherlock. Aliás, meu primeiro post no Fones e Páginas Amarelas foi falando sobre a série! Falei da série no começo deste ano na época em que a terceira temporada ainda iria estrear aqui no Brasil.

Mas não vou me adiantar. Hoje vou falar além da série Sherlock, vou falar sobre o personagem Sherlock Holmes e sobre o como você deveria ler os livros, assistir às séries, assistir aos filmes e se apaixonar pela a mente do maior e melhor detetive consultor do mundo. O post vai ser dividido em duas partes e a segunda parte será postada semana que vem! Bem, vamos lá.

holmes7

Quem não conhece a imagem icônica do detetive? Ao falar de Sherlock Holmes logo o que vem a mente é um homem alto, fumando um cachimbo, usando uma capa, um chapéu e portando uma lupa para auxiliá-lo na hora de procurar pistas. Essa imagem é tão conhecida e tão presente em nossa cultura como um todo, que tornou-se o estereótipo da maioria dos detetives.

O próprio personagem Sherlock Holmes é um dos grandes mistérios da história. Enquanto leitores, ficamos sabendo apenas alguns aspectos de sua vida e personalidade, todas ditas por Watson, seu fiel companheiro. Holmes é um homem racional, isento de emoções banais que possam atrapalhar seu pensamento lógico, é um homem culto, estudado, muito a frente de seu tempo (afinal, ele é o primeiro e único detetive particular que é consultado pela polícia do mundo), elegante e cheio de complexidades que até hoje são discutidas. Talvez seja essa vontade de conhecê-lo melhor – e nunca realmente conseguir esse feito -, que deixa seus fãs tão intrigados e sempre buscando entender melhor quem é esse homem.

holmes4

 Primeira edição de Um Estudo em Vermelho, 1887

A primeira história sobre Sherlock Holmes foi um romance chamado Um Estudo em Vermelho publicado pela primeira vez em 1887, em plena Inglaterra Vitoriana. Depois do mundo ser introduzido pela primeira vez à mente brilhante do detetive, o público ficou fascinado. Holmes era incrível, conseguia desvendar o mais intrigante dos casos simplesmente observando situações e pessoas com extremo detalhe e a partir das observações, deduzir o que poderia ter acontecido e bem, na maioria das vezes sempre estar completamente certo. Ou seja, era um método tão brilhantemente simples que fazia a maioria dos leitores se encantar e querer mais.

holmes8

“Meu nome é Sherlock Holmes, é meu negócio saber o que as outras pessoas não sabem.”
– A Aventura do Carbúnculo Azul

Pois bem, foi o que aconteceu. Depois do estouro de popularidade do detetive, foram publicados mais outros três romances (O Signo dos Quatro, O Cão dos Baskerville e O Vale do Terror) e cinco livros de contos (As Aventuras de Sherlock Holmes, Mémorias de Sherlock Holmes, A Volta de Sherlock Holmes, O Último Adeus de Sherlock Holmes, Os Arquivos de Sherlock Holmes) sendo 56 contos no total. Estas são as histórias originais criadas pelo o gênio escocês Arthur Conan Doyle, um médico e escritor, muito parecido com outro personagem icônico e inesquecível da história: Doutor John Watson.

Doutor Watson, Watson ou apenas John é o fiel companheiro – e único amigo -, de Sherlock Holmes. Aliás, é o ex-médico do exército britânico quem narra a maioria das histórias, é ele quem nos leva aos casos intrigantes, quem nos faz conhecer a Londres misteriosa e todos os seus criminosos. Além, de claro, nos mostrar como a mente de Holmes trabalha.

holmes3

Dr. Watson e Sherlock Holmes

Apesar de ter sido retratado muitas vezes como o aliado desastrado e engraçado de Holmes – principalmente em filmes clássicos -, Watson é tão importante quanto o detetive consultor. Afinal, por que a maior mente dedutiva do mundo teria um amigo muito mais inferior intelectualmente do que ele? É Watson quem normalmente ajuda Sherlock a resolver a maioria de seus casos, dando suas opiniões e observações comedidas. Holmes e Watson formam uma dupla imbatível na luta contra o crime e também protagonizam uma das amizades mais importantes da literatura.

“Você tem o grande dom do silêncio, Watson. E isto o faz valoroso como companhia.”
Sherlock Holmes, A Aventura do Homem do Lábio Retorcido

Os livros foram tão importantes para a época em que foram lançados pela primeira vez que deixou marcas profundas no imaginário de admiradores no mundo inteiro. Na semana que vem vou falar como esta incrível história de suspense e mistério influenciou não somente a literatura policial, como também o cinema, a televisão e todas as artes em geral.

Não perca a segunda parte deste especial Sherlock Holmes na sexta-feira que vem!

Até mais!

Por: Gabriela Bastos

Anúncios

4 comentários em “Sherlock, Sherlock e mais Sherlock! – Parte 01

Deixe seu comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s