Livros · Resenha

Resenha: A probabilidade estatística do amor à primeira vista

Oi gente, tudo bem?

Semana passada foi bem corrida e quase não teve posts, mas essa semana está repleta de novidades para vocês! Quem acompanha a gente percebeu que o blog está diferente? O design mudou e ficou bem mais bonito. Pronto para receber 2015! Além disso, estamos preparando duas surpresinhas que a gente espera que dê certo!

10833952_653836428067718_1345611610_n

Enfim, o post de hoje é uma resenha. Voltei com tudo (yeah!)! Eu li em duas noites um dos livros mais fofos do mundo: A probabilidade estatística do amor à primeira vista! E gente, lágrimas, muitas lágrimas. Não é nem um pouco triste, mas tão fofo que eu me peguei chorando um pouco.

A história começa com Hadley, uma garota de 17 anos que vê sua vida virar de ponta cabeça quando o pai vai para Oxford estudar e depois de seis meses lá resolve se separar da mãe. Ela sente tudo o que uma adolescente normal sentiria: medo, raiva, tristeza, saudade. Hadley culpa o pai por ter ido embora e a deixado, por ter desfeito sua família perfeita. Então depois de dois anos sem ver seu velho pai, ela está em um aeroporto pronta para embarcar para Londres, mas uma coisa inesperada acontece: ela perde o avião por exatos quatro minutos.

Quatro minutos não são nada, você diria. Não conseguimos fazer nada em quatro minutos, você diria. Esse livro prova o contrário. Quatro minutos é o tempo exato para sua vida mudar drasticamente.

Hadley fica extremamente decepcionada, mas consegue outro voo para mais tarde e nesse meio tempo ela conhece um garoto britânico chamado Oliver. Ele é fofo, mais velho e engraçado. Os dois entram em sintonia logo que se encontram, é meio que o destino mesmo. Agora conseguem imaginar como foi o voo? Pois é.

A pena é que em Londres os dois se separam e ela tem que ir sozinha ao casamento. O que Hadley não espera é que encontrar o pai pode ser uma coisa surpreendentemente boa, e que perdoar pode ser fácil.

O livro é tão cativante que você não consegue parar de ler, cada linha prende a atenção e os encontros e desencontros com Oliver mais tarde naquele mesmo dia são de tirar o ar. E aí? Você acredita no amor à primeira vista?

10807137_653836391401055_24453734_n

Esse livro estava na minha wishlist há séculos. Eu queria muito ler desde que lançou, mas nunca parei para comprar ou pegar emprestado (vida corrida de universitária, estagiária e trabalhadora!). Então quando fui para a bienal vi minha chance, agarrei e paguei metade do preço por ele. YEAH! Acho que assim como ‘’Como eu era antes de você’’, essa história vai ficar para sempre comigo, afinal quem nunca passou pela fase das borboletas no estômago do primeiro amor? O desespero, a ansiedade? Pois é meus caros, todo mundo passa por isso. Então se você gostou de Eleanor&Park da Rainbow Rowell, vai amar A probabilidade estatística do amor à primeira vista, da Jennifer E. Smith.

10833959_653836338067727_189733724_n

10476229_653836411401053_671674293_n

Antes que eu me esqueça, separei alguns quotes bem legais para vocês:

No final das contas, não são as mudanças que partem o coração, e sim esse quê de familiaridade.

Será melhor ter uma coisa e perdê-la, ou nunca a ter tido?

Mas é legal quando uma coisa é igual ao que você desenhava, não é?

10833564_653836304734397_2077108169_n

Autora: Jennifer E. Smith / Páginas: 224 / Ano: 2013 / ISBN: 9788501095442 / Editora: Galera Record

Por: Isabela Sobo

Anúncios

Um comentário em “Resenha: A probabilidade estatística do amor à primeira vista

Deixe seu comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s