Resenha

Resenha: O mistério da estrela – Stardust (Neil Gaiman)

Oi gente, tudo bem?

Estou devendo dois posts para vocês: A resenha de Stardust – O mistério da estrela e um post sobre os livros que comprei na bienal, então o de hoje vai ser a resenha e o outro saí em breve (detalhado, é claro).

page

Stardust sempre foi um dos meus filmes favoritos. Amo tudo na história, as personagens, o enredo, o mistério, os efeitos, os diálogos, absolutamente tudo e esperava que o livro desse um banho em toda a minha adoração pelo filme (como sempre acontece), mas desta vez foi diferente. Mesmo depois de ler o livro (que é bem diferente do filme), continuo amando o filme.

Se alguém pensar diferente, por favor, respeite minha opinião. O filme tem tudo: aventura, magia, discursos belíssimos, um capitão homossexual chamado Shakespeare (o meu favorito), a bruxa má, enquanto o livro corta partes que eu julgava essenciais para a história.

Bom, vou contar um pouquinho do enredo (do livro) para vocês entenderem: A história começa em Muralha, com um jovem chamado Dusntan. Ele só tem uma noite a cada nove anos para atravessar os muros da cidadezinha e visitar a feira encantada que acontece na campina. Lá, criaturas de todos os tipos aparecem: fadas, bruxas, magos, duendes e etc, então Dunstan conhece uma garota lindíssima, com belos cabelos e orelhas pontudas, eles têm uma única noite de amor e ele vai embora, pois ela está aprisionada por uma maldição.

Nove meses depois um bebê é entregue na entrada do vilarejo.

Aquele bebê é Tristan, filho dos dois. Ele é criado por seu pai e pela mulher com quem ele se casou. Anos se passam e Tristan cresce e se apaixona, como todo rapaz na puberdade. Victoria é uma menina bonita e cortejada, alvo do amor de Tristan.

Ele a quer mais do que tudo e, por isso, resolve prometer a ela uma estrela e no momento em que faz essa promessa, uma estrela cadente cai do céu.

Stardust_Fanart_by_tanuki_chan

 Do outro lado, em um outro reino, os últimos irmãos discutem quem será o novo herdeiro da fortaleza (tem um nome meio comprido…), pois o pai está morrendo. Eram sete irmãos, mas eles acabam guerreando entre si, tudo pela ambição. O pai diz que quem achar a pedra que ele joga para longe, será o novo rei. Então apenas dois irmãos partem em jornada em busca da pedra, que por acaso bateu em certa estrela no céu quando foi arremessada pelo atual rei da fortaleza.

 A terceira parte da história é a das bruxas, que também sabem sobre a estrela caída e querem o coração dela, para comê-lo e voltarem à juventude.

 As três frentes são detalhadas ao decorrer da história, podemos acompanhar Tristan percorrendo distâncias gigantescas em um passo (quem leu entenderá, quem não leu, leia) até encontrar uma mocinha chamada Yvaine.

 Ela é nossa estrela cadente.

 Os dois partem em uma jornada para Muralha, mas não se dão bem desde o início e isso altera todo o percurso, mas torna a narrativa bem engraçada. Não vou contar tudo porque não quero dar spoilers, mas o final é bem interessante e diferente do filme. Se vocês lerem ou assistirem ao filme, me contem nos comentários o que acharam.

tumblr_m4abjnlqgh1ql8jlyo1_500

Editora: Rocco / Páginas: 280 / Autor: Neil Gaiman / Ano: 2008 / ISBN: 8561384352

Filme:

6605008

images

Uma das minhas partes favoritas do filme é o discurso da Yvaine para o Tristan (quando ele ainda é um animalzinho):

”You know when I said I knew little about love? That wasn’t true. I know a lot about love. I’ve seen it, centuries and centuries of it, and it was the only thing that made watching your world bearable. All those wars. Pain, lies, hate… It made me want to turn away and never look down again. But when I see the way that mankind loves… You could search to the furthest reaches of the universe and never find anything more beautiful. So yes, I know that love is unconditional. But I also know that it can be unpredictable, unexpected, uncontrollable, unbearable and strangely easy to mistake for loathing, and… What I’m trying to say, Tristan is… I think I love you. Is this love, Tristan? I never imagined I’d know it for myself. My heart… It feels like my chest can barely contain it. Like it’s trying to escape because it doesn’t belong to me any more. It belongs to you. And if you wanted it, I’d wish for nothing in exchange – no gifts. No goods. No demonstrations of devotion. Nothing but knowing you loved me too. Just your heart, in exchange for mine”.

 Por: Isabela Sobo

Anúncios

Um comentário em “Resenha: O mistério da estrela – Stardust (Neil Gaiman)

Deixe seu comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s