Resenha

RESENHA: Cidade do Fogo Celestial

Cidade do Fogo Celestial, capa Brasil
A saga Os Instrumentos Mortais teve seu último livro lançado esse ano, no Brasil em julho. Eu e a Isa compramos o livro na pré-venda e como começamos a ler essa saga juntas (compramos Cidade dos Ossos no mesmo dia e combinamos um dia pra começar a ler) resolvemos terminar juntas. A ansiedade para saber o desfecho era tanta que o livro acabou muito rápido, nos deixando com muita saudade dos personagens. Por ser uma saga que as duas amam e leram ao mesmo tempo, a resenha de Cidade do Fogo Celestial tem opinião em dobro.

RESENHA:
Conhecemos os novos personagens (que serão os principais da nova saga) no prólogo do livro. O Instituto que eles estão é atacado por Sebastian, e Emma vê de perto o poder do Cálice Infernal. Enquanto Sebastian ataca os Institutos e ninguém consegue descobrir sua localização, Jace está tentando controlar o Fogo Celestial dentro de si. Até Jordan o ajuda, mas o Caçador de Sombras não tem muita paciência para ficar meditando. Alec não consegue falar com Magnus desde que o feiticeiro terminou o namoro e nem seus amigos o convenceram a atender suas ligações. Já sua irmã Isabelle não dá certeza se ela e Simon estão namorando e, como os relacionamentos sempre tem obstáculos, Jace e Clary não podem nem se tocar direito por causa do Fogo Celestial, o que não os impede de ficarem juntos.

Por causa dos ataques de Sebastian, os Lightwood tem que ir para Idris, assim como Clary, sua mãe e Luke. O fato de ser um vampiro impede que Simon vá, porque só representantes do Submundo podem ir para Alicante quando são autorizados por causa de alguma reunião. Preocupada com a segurança do melhor amigo, que não possui mais a marca de Caim, Clary tenta ficar mais tranquila quando Jordan diz que vai proteger Simon. É claro que ninguém imaginou que eles seriam atacados logo em seguida, na casa de Jordan e que Simon seria pego quando tentava fugir. Sem saber de nada Clary se sente estranha na casa de Amatis, mas é o interrogatório de Julian Carstairs que prende a atenção de todos. O garoto conta sobre o ataque de Sebastian no Instituto de Los Angeles e espanta os Caçadores de Sombras, com exceção daqueles que conhecem Sebastian muito bem, Clary e Jace.Sebastian e Jace


Comentário Yasmim:
Cidade do Fogo Celestial foi um desfecho incrível. Foi uma emoção diferente cada vez que virava uma página. Várias coisas acontecendo ao mesmo tempo, como desaparecimento de personagens, enquanto outros apareciam do nada em Alicante. Sem contar o desespero sobre as 6 mortes que a autora, Cassandra Clare, tinha falado. A primeira acontece muito rápido e de uma forma covarde. As outras aconteceram de uma maneira que eu já esperava, pelo menos a de dois personagens. Uma das partes que eu mais queria ler era o reencontro entre Jace, Clary e Sebastian. Não demora muito pra acontecer e, como sempre, é um encontro com conversa e briga.

Durante a leitura foi impossível não lembrar de algumas coisas dos livros anteriores, principalmente quando algum personagem falava, ou lembrava, de algum acontecimento. Se você for aquele leitor que presta atenção em cada detalhe da história também vai perceber a relação de ”troca de olhares” entre Jace e Clary. O momento que mais chorei, além do final, foi quando o Simon fez um sacrifício. Mesmo torcendo para ele e a Isabelle ficarem juntos, não foi por causa do relacionamento deles que eu chorei, mas por causa da amizade linda que o Simon e a Clary tem desde o primeiro livro. Só que a Cassandra soube contornar bem isso com o nome da banda do Simon, que me deixou surpresa e muito feliz. O final foi simples, com os personagens aproveitando o momento juntos e uma ansiedade para a próxima saga.

Clace

Comentário Isabela:
Oi gente! O post não é meu, mas vim fazer um comentário rapidinho!

Cidade do fogo celestial foi o último livro da saga Os instrumentos mortais e que final! O livro anterior tinha terminado com Malec separados, Jace com o fogo celestial e Sebastian foragido. Agora o grupo tem que ir até o inferno (literalmente!) para achar o irmão de Clary e acabar com ele, antes que ele acabe com o nosso mundo, junto com seus crepusculares do mal.

Sobre as mortes que a dona Cassandra Clare tinha feito tanto carnaval: Foram bem insignificantes perto do que realmente poderia ter sido. Segurei minha respiração em vários momentos e quis chorar quando pensei estar tudo perdido, mas nossa querida Cassie conseguiu conciliar tudo e dar um final digno de um caçador de sombras. ALERTA DE SPOILER: Nossos casais favoritos tiveram um final mais do que perfeito, Clary e Jace, Magnus e Alec (ainda bem!) e Simon e Izzy (o casal mais prejudicado, Cassie tentou colar um muro de concreto quebrado com durex, mas ok. Ainda acho que a pior parte foi o quase fim da amizade dele com a Clary).

Conhecemos as novas personagens: Emma e Jules, além de Mark e dos outros irmãos fofinhos de Jules. Além de tudo isso, minha parte favorita foi: O NOME DA BANDA. Não vou contar qual é, mas se você ler vai adorar também. Esperamos 6 livros para saber a decisão de Simon e ele acertou em cheio haha. Cidade do fogo celestial foi um livro completo, divertido, misterioso, romântico e triste, mas valeu a pena esperar por ele. Quem ainda não leu a saga, dê uma chance, você vai se surpreender muito!

Os Instrumentos Mortais: Cidade do Fogo Celestial
Título original: The Mortal Instruments: City of Heavelyn Fire
Autora: Cassandra Clare
Editora: Galera Record
Páginas: 531

Por: Yasmim Bragaia

Anúncios

2 comentários em “RESENHA: Cidade do Fogo Celestial

  1. lixo clare devia ter ficado coom simom desculpa mas acho ele melhor que o jace sem ofender.pois simom ama ela muito antes do jace e acho errrado …

    1. Bom o Simon conhece a Clary muito antes do Jace, mas não significa que ele ama mais ela do que o Jace. Acho que os dois amam/amaram ela igualmente, pois amam lutariam por ela, se entregaram por ela. E o Simon depois passou a gostar da Izzy e ele mesmo disse que o que sentia para Clary era paixão e pela Izzy é amor. E também o Simon só foi se declarar para Clary logo quando ela começou a se apaixonar pelo Jace. Ela não tinha obrigação de corresponder aos sentimentos do Simon e ainda mais porque ela nunca imaginou que ele gostava dela e ela tinha baixa auto estima.

Deixe seu comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s