Uncategorized

Crítica: A Culpa é das Estrelas (filme)

Oi gente, tudo bem?

10411445_553480354761744_7632850388034908629_n

 Ontem eu fui assistir A culpa é das estrelas no cinema e O QUE FOI AQUILO? O filme foi muito fiel ao livro em todos os aspectos. É claro que os chatos de plantão vão dizer: mas e isso e aquilo? E a cor dos olhos de não sei quem? Enfim, claro que nem tudo é completamente perfeito, mas lembrem-se crianças: É UMA ADAPTAÇÃO e assim como Em chamas, uma das boas!

O filme começa perfeito, com flashbacks dos dois juntos e Hazel começa a contar a história, mas tudo fica realmente maravilhoso quando Gus aparece em cena. Eles se encontram no coração literal de Jesus e a tensão paira no ar quando Hazel faz o discurso sobre o esquecimento ser inevitável, depois ele a convida para assistir um filme (só não citam que é V de vingança), também nessa cena, podemos ver Isaac e Monica com o famoso ‘’sempre’’. Nat Wolff garante boas risadas durante o filme.

Os dois começam uma amizade (amor à primeira vista enrustido) muito linda, como no livro, e começam a compartilhar os gostos, como ‘’Uma aflição imperial’’. A parte em que Hazel espera Augustus ligar tem um quê muito engraçado, as cenas passam e o celular está lá, sendo observado todos os segundos.

A cena do piquenique é muito fofa e o ‘’playgroud’’ de ossos está presente como pano de fundo. Lá, Gus conta para Hazel que quer usar seu desejo para ir à Amsterdã e saber como o livro Uma aflição imperial termina. Tudo foi feito nos mínimos detalhes. O figurino sempre puxa para um tom de azul, na camisa de Gus ou no vestido de Hazel.

Quando os dois viajam junto com a mãe de Hazel, é lindo. O jantar com as estrelas engarrafadas, o restaurante repleto de luzinhas brilhantes, a primeira impressão de Peter Van Houten, o rap sueco (chorei de rir), a briga (Hazel representa e manda Gus sentar), os dois ficam extremamente decepcionados com seu autor favorito, mas não se deixam abalar, o museu de Anne Frank (foi uma das cenas mais ‘’fortes’’, pois Hazel fica com falta de ar) e o primeiro beijo dos dois (que tem direito a aplauso e tudo!), depois a cena da primeira noite de amor entre eles. No último dia da viagem, Gus conta à Hazel sobre sua decaída e os dois ficam bem chateados. Assim o final do filme começa, a tristeza que recaí sobre o casal, a impotência de Augustus, a cegueira de Isaac, a morte iminente de uma das personagens.

As partes que faltaram foram poucas, mas a única que me deixou meio chateada foi: eles não explicaram o porquê de a culpa ser das estrelas! Era importante! Mas o filme compensou muito 😀 Outras cenas que faltaram foram: a venda do balanço, a ex-namorada de Gus ser citada, os recados dos amigos do Gus que nem sabiam da doença dele, a demissão de Lidewij e a procura da carta de Gus (foi bem mais complicado no livro). Fora isso, que não fez muita falta no filme, tudo foi perfeito! O discurso dele no restaurante foi tão lindo! O elogio fúnebre dela foi retirado com perfeição do livro, cada palavrinha. Assistam! Não é um filme que trata só do câncer, é um filme de amor, de amizade, de lealdade e aprendizado. Um romance puro.

large (10)

Sobre o elenco:

Shailene nunca foi uma das minhas atrizes favoritas (ainda não vi Divergente), mas ela me surpreendeu muito! Apareceu de cara lavada em cada cena e deu vida a uma das personagens mais fofas e marcantes. Levou minhas cinco estrelas. Ansel Elgort. O que falar? Eu já era apaixonada por ele antes. Fofo, carismático e um ótimo ator, ele faz as graças de Augustus Waters. Sempre irônico e piadista, fez o público rir e chorar. Que venham outros filmes incríveis com ele! Outra personagem que ganhou meu afeto foi à mãe de Hazel Grace, interpretada por Laura Dern. Ela foi incrível como mãe preocupada e também era muito engraçada. Peter estava okay também. Uma das personagens que eu menos gostava, obviamente, ele deu raiva com sua arrogância e presunção. Isaac estava fofo e hilário, apareceu em suas poucas cenas, mas marcou. Realmente engraçado.  É isso! Espero que tenham gostado e quem não leu o livro, corre e lê, e se já leu, corre e vê o filme!

 Okay?

Por: Isabela Sobo

Anúncios

Deixe seu comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s