Resenha

RESENHA: A seleção (Kiera Cass)

Oi gente!

The-Selection

Imagine o mundo que você conhece não sendo mais esse mundo, mas sim um novo país em que a pobreza domina as ruas e as pessoas são dividas em castas, separadas por suas habilidades? É exatamente isso o que acontece em A seleção. O livro conta a história de como os Estados Unidos perdeu o título de país mais influente do mundo e potência mais forte para a China.

Já estamos na Quarta Guerra Mundial e a monarquia é a nova forma de poder no país chamado Illéa. Sobrevoamos as castas e paramos na de número cinco, onde nossa heroína mora. America Singer é uma jovem bonita, doce, esperta, geniosa, ruiva e incrivelmente talentosa. Ela é da casta dos artistas e é uma filha entre cinco irmãos. Sua vida não tem nada de incrível, pois as castas inferiores, como a 5, 6, 7 e 8 não vivem nas melhores condições, mas isso muda quando a grande notícia chega: A seleção acontecerá e ela recebera sua carta.

A seleção nada mais é do que a escolha de apenas 35 garotas (entre todas as garotas de Illéa) para ir ao castelo e passarem por uma seqüência de fases, até sobrar apenas uma. A escolhida casara com o príncipe Maxon.

Tudo é realmente bom, quem vai para o castelo faz com que a família receba dinheiro pelo tempo passado lá. Para um país que vive na miséria, a Seleção é uma benção. A família de America também está eufórica, mas como nada é perfeito, America não quer ir. Ela sabe de todos os benefícios, mas também sabe que seu coração não está lá. Ela ama um seis, Aspen Leger. Esse é o ponto de toda a confusão no coração de America, ela é uma cinco, deveria casar com alguém da sua casta ou com alguém de uma casta superior, um quatro ou três, talvez, mas jamais um seis. Ninguém sabe do amor dos dois e eles agem no escuro até o dia da Seleção, quando Aspen implora a America que se inscreva para ajudar sua família e ter uma chance de vida melhor. Os dois acabam por terminar e ela é eleita, mas vai com o coração partido.

No palácio, America conhece várias meninas lindas, espertas e algumas bem esnobes. Faz amizade com algumas delas e começa suas aulas de etiqueta. Entre suas aulas e as horas de refeição, ela conhece o príncipe Maxon. Ele não é nada do que ela esperava, ele é doce e gentil, também é muito bonito. America deixa claro que não está aberta para aceitá-lo como ‘’novo amor’’ e ele aceita ter apenas a amizade dela, por enquanto.

 Eu simplesmente achei esse livro uma graça. A capa é perfeita e a história é encantadora. America, Aspen e Maxon formam um triângulo amoroso muito confuso, mas é isso que deixa tudo divertido. Eu sou team Maxon desde o começo, porque acho o Aspen muito lento (haha). Ah, e o começo é meio parado, mas quando ela chega ao palácio, as coisas mudam. Então, se você começou a ler e quer desistir: NÃO DESISTA. Maxon vai conquistar seu coração, assim como conquistou o meu. O livro é o primeiro de uma trilogia e segue o pique de Jogos Vorazes, bem ‘’futurista’’. Tendo questões políticas bem sérias, como ataques rebeldes ao palácio. Nortistas e sulistas querem algo da coroa, mas ninguém sabe o quê. Fiquei tão curiosa que já comprei A elite (o segundo da série!).

large (7)

-Maxon

Título: A seleção /Editora: Seguinte / Autora: Kiera Cass / Páginas:  368 / Ano: 2012

Por: Isabela Sobo

Anúncios

Deixe seu comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s