Uncategorized

SPOILER: Trecho de Cidade do Fogo Celestial

Oi gente!

Hoje o dia está super corrido :/ Infelizmente não consegui planejar um post muito longo, então decidi postar o novo trecho que saiu do livro da Cassandra Clare, que foi divulgado ontem (16). Da série Os Instrumentos Mortais, Cidade do Fogo Celestial é o último volume e tem lançamento previsto para o fim do primeiro semestre de 2014!

”Um momento depois, Helen retornou; agora ela estava andando devagar, e cuidadosamente, sua mão nas costas de um menino magro com cabelos castanhos ondulados. Ele não poderia ter mais que doze anos, e Clary o reconheceu imediatamente.

Helen, com sua mão presa firmemente em volta do pulso de um menino mais novo cujas mãos estavam cobertas com cera azul. Ele devia ter estado brincando com as velas dos enormes candelabros que decoravam as laterais da nave. Ele parecia ter doze anos, com um sorriso travesso e o mesmo cabelo ondulado com o tom achocolatado de sua irmã. 

Jules, como Helen o  tinha chamado. Seu irmãozinho.

O sorriso travesso se foi agora. Ele parecia cansado, sujo e assustado. Seus pulsos magros eram aparentes, e ele vestia uma jaqueta branca de luto cujas mangas eram curtas demais para ele. Em seus braços ele estava carregando um menino, provavelmente de não mais do que dois anos de idade, com o mesmo cabelo castanho ondulado que ele tinha, o que parecia ser uma característica familiar. O resto de sua família usava as mesmas roupas emprestadas de luto: após Julian, vinha uma menina morena, com cerca de dez anos, sua mão firmemente presa à de um menino da mesma idade: o menino tinha uma folha de cabelos negros emaranhados que quase obscureciam seu rosto. Gêmeos fraternos, Clary adivinhou. Depois deles, veio uma menina que poderia ter oito ou nove anos, seu rosto redondo e muito pálido entre tranças marrons.

A miséria em seus rostos cortou o coração de Clary. Pensou em seu poder com Marcas, desejando poder criar uma que suavizasse o golpe da perda. Existia uma Marca de luto, mas apenas para honrar os mortos, da mesma forma que as as Marcas de amor, como anéis de casamento, para simbolizar o vínculo do amor. Você não pode fazer alguém amar você com uma Marca, e você não poderia aliviar a dor com uma, também. Tanta magia, Clary pensou, e nada para consertar um coração partido.

– Julian Blackthorn – disse Jia Penhallow com uma voz suave. – Um passo à frente, por favor.

Julian engoliu em seco e entregou o menino que estava segurando para sua irmã. Ele deu um passo à frente, os olhos correndo a sala. Ele claramente estava vasculhando a multidão por alguém. Seus ombros tinham começado a cair quando outra figura correu para o palco. A menina, também de doze anos, com um emaranhado de cabelos loiros que caíam sobre os ombros: ela usava jeans e uma camiseta que não combinavam perfeitamente, e sua cabeça estava para baixo, como se ela não pudesse suportar tantas pessoas olhando para ela. Ficou claro que ela não queria estar ali – no palco ou até mesmo em Idris – mas no momento em que a viu, Julian pareceu relaxar. O olhar aterrorizado desapareceu de sua expressão quando ela se moveu para ficar ao lado dele, e abaixou o rosto para longe da multidão.

– Julian, – disse Jia, com a mesma voz suave. – pode nos fazer um favor? Pode pegar a Espada Mortal?”.

large (7)

Ansiosos? Eu também! Para quem não leu nenhum livro da saga, eu recomendo muito! Fizemos algumas resenhas:

Cidade dos OssosCidade de VidroCidade dos Anjos CaídosCidade das Almas Perdidas. O único que faltou é o segundo, Cidade das cinzas, que a gente não lembra porque não fez resenha.

Por: Isabela Sobo

Anúncios

Deixe seu comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s