Livros · Resenha

RESENHA: Um sonho de uma noite de verão (Shakespeare)

Oi gente!

 Essa semana vai ser super corrida aqui no blog, eu (Isa) viajo no sábado e aí tudo vai ficar por conta da Yasmim, mas enquanto isso, vou fazer o possível para deixar o blog cheio de posts e a página repleta de novidades.

Como eu disse no facebook, terminei de ler ‘’Um sonho de uma noite de verão’’ de Shakespeare, um dos meus livros favoritos quando criança, mas agora decidi ler a versão mais ‘’séria’’. O livro que eu comprei é uma peça sem narrador, só diálogo e é de bolso, tendo apenas 117 páginas!

 3

Bom, a história começa com a apresentação das personagens, determinando quem é o que e quem gosta de quem. Isso é muito importante, porque o enredo é baseado inteiramente na troca de casais.

A história começa em Atenas, onde Egeu, pai de Hérmia, leva a filha junto com Demétrio para o casal real Teseu e Hipólita, com a intenção de apresentar dois novos noivos, mas Hérmia ama Lisandro, que também a ama, assim como Demétrio. Há outra jovem, Helena, que é apaixonada por Demétrio, sem ser correspondida.

Teseu e Hipólita estão prestes a se casar e recebem Egeu, que deseja entregar a mão de sua filha a Demétrio. Como Hérmia não o ama e não quer se casar com ele, ela rejeita a proposta, mas recebe três alternativas de Teseu: 1.Ou ela se casa, 2.Ou ela morre, 3.Ou vira freira. Ele dá a ela até o dia do grande casamento para decidir.

O casal desafortunado, Hérmia e Lisandro, decidem então fugir para o bosque e casar escondido, mas Hérmia conta o plano a Helena, que por sua vez, quer ganhar a confiança de Demétrio, então conta tudo a ele.

No bosque, onde fadas e duendes são habitantes naturais, há também Oberon e Titânia, rei e rainha dos duendes e das fadas, respectivamente. Oberon quer o pajem da rainha e por isso ordena a Beto, seu duende de confiança, que vá até o local onde a rainha costuma dormir e pingue o sumo da flor flechada pelo cupido em seus olhos durante o sono, fazendo-a se apaixonar pelo primeiro ser que avistar sendo ele humano ou animal.

Oberon também vê no bosque, Demétrio e Helena, que discutem. Ela o ama e ele, a rejeita. Então o rei manda Beto, o duende, pingar o sumo da flor nos olhos de Demétrio e que se certifique que ela seja a primeira que ele verá quando acordar, mas Beto erra os amantes e acaba por pingar nos olhos de Lisandro, que deixa Hérmia adormecida e procura por Helena.

A rainha da fadas acaba por se apaixonar por um asno, mas não um asno de verdade e sim um ator com cabeça de asno. Nico Fundilhos está em uma peça de entretenimento para o casamento real e o ensaio é no bosque. Apaixonada como está, Titânia cede o pajem a Oberon.

Há muita confusão e é realmente divertido ler as falas atrapalhadas dos aldeões e as trapalhadas de Beto, mas como dizem, tudo fica bem quando acaba bem, então o duende corrige seus erros, fazendo com que Demétrio realmente se apaixone por Helena e Lisandro volte a amar Hérmia como deve ser.

Quando chega o dia do grande casamento, os dois casais e o casal real, celebram juntos o amor e recebem os aldeões para a peça. Titânia volta ao normal e tudo acaba como um final feliz.

 Era apenas para ser uma simples noite de verão, mas acaba por ser uma grande aventura, repleta de magia, amor e intrigas. Eu adorei o livro e recomendo para todos os amantes de romances antigos como eu. Perfeito para as noites de verão.

Por: Isabela Sobo

Anúncios

Um comentário em “RESENHA: Um sonho de uma noite de verão (Shakespeare)

Deixe seu comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s